Hora de ganhar dinheiro com Ethereum! Vai valorizar e muito!

Ethereum é uma plataforma descentralizada capaz de executar contratos inteligentes e aplicações descentralizadas usando a tecnologia blockchain: São aplicações que funcionam exatamente como...


Ethereum é uma plataforma descentralizada capaz de executar contratos inteligentes e aplicações descentralizadas usando a tecnologia blockchain: São aplicações que funcionam exatamente como programadas sem qualquer possibilidade de censura, fraude ou interferência de terceiros, isso porque o contrato é imutável. Ele possui uma máquina virtual descentralizada Turing completude, a Ethereum Virtual Machine (EVM), que pode executar scripts usando uma rede internacional de nós públicos.


Making Smart Contracts a Reality with Blockchain Technology ...

O Ethereum foi fundado por Vitalik Buterin em Janeiro de 2014[1], e formalmente apresentado para a comunidade na forma de um white paper[2]. A definição formal da Virtual Machine do Ethereum (EVM) foi escrito por Gavin Wood.


O Ethereum foi financiado como um projeto de crowdfunding, sendo o terceiro maior projeto já financiado desta forma na história, e foi lançado em 30 de Julho de 2015.[3]


Em 2016 ocorreu um fork no Ethereum e seu blockchain foi dividido em dois graças ao colapso do projeto The DAO, e com isso nasceu o Ethereum Classic.


Por que a Ethereum se valorizou 200% em 2020?


A Ethereum é a segunda maior criptomoeda em termos de MarketCap da atualidade. O ativo completou cinco anos de existência (no dia 30 de julho) e mais que dobrou o seu Marketcap desde o início desse ano, apesar de ter sofrido uma queda de quase 50% no início do ano por conta do COVID-19 (no dia 13 de março).


A pergunta que muitos investidores estão fazendo é: “o que fez esse criptoativo se valorizar tanto nesse ano?”


A resposta está ligada com o motivo de sua queda em março desse ano: o COVID-19.


Devido a necessidade de liquidez e crédito do mercado, em meio a esse outlier que vivemos, os segmentos de stablecoins e DeFi apresentaram um grande crescimento em 2020, e ambos têm seus principais tokens dependentes da Bockchain da Ethereum.


Versão de testes do Ethereum 2.0 já está disponível


A Ethereum Foundation anunciou o lançamento de uma versão de teste de um validador para o Ethereum 2.0, o Medalla.


A plataforma foi desenvolvida ao longo de vários meses em associação com as empresas de software ConsenSys e Deep Work Studio.


Desta forma, na versão de testes, os usuários podem rastrear e começar a fazer depósitos na rede por meio de múltiplos clientes Medalla para testar os novos mecanismos de segurança da rede.


Medalla

Esta versão de teste, conforme relatado pela equipe de pesquisa no blog da Fundação, visa educar futuros validadores sobre os princípios básicos do Ethereum 2.0.


Assim, permite demonstrar seu roteiro, suas recompensas, seus riscos e responsabilidades associadas.


No Ethereum 2.0, que implementará a prova de participação (ou PoS), os usuários que depositam 32 ETHs no contrato de depósito e executam um nó para validar transações são chamados de validadores.


Em troca, eles recebem uma recompensa em ETH se mantiverem um comportamento honesto e ativo.


No caso de Medalla, por se tratar de uma versão de teste, serão feitos depósitos no GöETH, tokens nativos da rede de teste de Göerli.


Assim, 32 GöETH devem ser depositados para cada validador que o usuário desejar executar o software.


Ao contrário de usar um serviço de terceiros, a execução de seu próprio validador carrega a responsabilidade de gerenciar suas próprias chaves.


Além disso, a equipe de pesquisa da Fundação diz que deseja garantir que os validadores saibam o que fazem e por que fazem.


Teste

É importante observar que, como se trata da fase 0, as transferências entre validadores não estarão disponíveis até pelo menos o início da fase 1.


Além disso, como a transição do Ethereum 1.0 para o Ethereum 2.0 é unidirecional, as transferências feitas serão irreversíveis, ou seja, eles não podem retornar à string anterior.


Para retirar moedas para uma partição específica, será necessário esperar até a fase 2, que eles estimam que acontecerá em cerca de dois anos.


Porém, segundo a Ethereum Foundation, o Medalla é a simulação completa do Ethereum 2.0.


Assim, espera-se que ele seja o passo final antes da Serenity, a tão esperada atualização.


O Medalla, diferentemente de outras redes de teste, será adequado para todos os públicos. Qualquer pessoa interessada em usá-lo pode fazê-lo, e não apenas um pequeno grupo de desenvolvedores do Ethereum.


Ethereum rompe os US$ 400 e pode valorizar ainda mais, apontam indicadores


O preço do Ethereum (ETH) teve uma alta forte na quinta-feira, 13 de agosto. Durante a tarde, ele rompeu uma importante resistência e superou os US$ 400,00 (R$ 2.100,00).


Até o início desta sexta-feira, 14 de agosto, o preço tinha alta de 2,10%, cotado a US$ 427,00 (R$ 2.263,00). O gráfico é do site TradingView.


Esta é a segunda vez que o preço do criptoativo supera os US$ 400,00 em 2020, e a segunda vez desde agosto de 2018.


A primeira vez foi no início deste mês. Na ocasião, o criptoativo apresentou uma forte volatilidade. Conforme relatou o CriptoFácil, em 15 minutos, a altcoin saiu de US$ 418,00 para US$ 302,00, e então retornou para US$ 385,00.


Desta vez, a alta foi ainda maior do que a primeira. Durante o dia, o ETH chegou a encostar nos US$ 429,00 antes de recuar levemente.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo